lmsuplementosestetica@gmail.com
962 876 711 / 926 669 319

Titulo

conteudo
09
Mai

A deficiência no consumo de iodo e o seu na tiróide

Sabias que a falta de consumo de iodo na dieta pode deitar abaixo a tua forma física? Fica connosco e sabe como evitar ou remediar este problema. 

 

Algumas áreas do mundo estão gravemente afectadas pela deficiência de iodo. É particularmente comum no Pacífico Ocidental, Sudeste da Ásia e a África.

Só na Índia, cerca de 100 milhões de pessoas sofrem com a deficiência de iodo, que pode causar problemas bastante graves como Cretinismo Endémico, Bócio Endémico, e Surdez Congénita do recém-nascido.

Devido ao impacto da falta de iodo no detrimento da função da tiróide, ela afecta profundamente tanto a perca de gordura como o aumento de massa muscular.

O PAPEL DO IODO NO CORPO HUMANO

O iodo desempenha diversos papeis fundamentais em distintas funções do corpo humano, de entra as quais se destaca:

O IODO NO FUNCIONAMENTO DA TIRÓIDE

O corpo precisa de iodo para produzir as hormonas da tiróide tiroxina (T4) e triiodotironina (T3). As hormonas da tiróide controlam o metabolismo (ajudando o corpo a transformar alimentos em energia), mantêm uma temperatura corporal ideal e outras funções corporais importantes.

As hormonas da tiróide também são necessárias para o desenvolvimento ósseo e cerebral durante a gravidez e a infância.

O IODO PARA A SAÚDE MENTAL

Como o iodo é crucial para uma tiróide saudável e “feliz” e, portanto, para a produção e funcionamento de T4 e T3, este mineral precioso desempenha um enorme papel na boa saúde mental. O iodo ajuda a garantir que haja T4 e T3 suficientes no cérebro para activar os principais neurotransmissores, tais como a dopamina, norepinefrina, serotonina, GABA e acetilcolina.

O IODO DURANTE A GRAVIDEZ

Durante a gravidez, as hormonas produzidas pela tiróide asseguram ao bebé um desenvolvimento normal do cérebro e dos núcleos de ossificação. Nos primeiros meses de gestação, a tiróide do feto ainda não funciona e é a mãe quem lhe proporciona as hormonas necessárias

O hipertiroidismo na gravidez é um transtorno muito frequente e, muitas vezes, é devido a uma carência de Iodo.

A DOSE DIÁRIA RECOMENDADA DE IODO

Estudos norte-americanos sugerem que a grande maioria das pessoas está tecnicamente a consumir iodo suficiente para evitar uma deficiência clínica. A ingestão recomendada para adultos saudáveis ​​é de 150 microgramas por dia.

SINAIS E RISCOS DA DEFICIÊNCIA DE IODO

SINTOMAS DA DEFICIÊNCIA DE IODO

Os sintomas do baixo consumo de iodo estão bem documentados. Dada a introdução de sal iodado, muitos dos sinais clássicos são ignorados e não são considerados, porque se supõe que as insuficiências de iodo sejam coisa do passado. Os sintomas clássicos incluem:

  • Inchaço do pescoço
  • Fadiga e fraqueza
  • Colesterol LDL elevado
  • Perca de cabelo
  • Pele seca e escamosa
  • Perda de cabelo
  • Confusão mental
  • Frequência cardíaca reduzida
  • Ganho de peso não explicado de outra forma

POTENCIAIS RISCOS PARA A SAÚDE

Quando o consumo de iodo é deficiente, a glândula da tiróide aumenta, formando um bócio para captar mais iodo para a produção de hormonas da tiróide. A glândula torna-se hipoativa e produz uma quantidade muito pequena de hormonas (hipotiroidismo). A fertilidade é também por isso reduzida. Em adultos, o hipotiroidismo pode causar inchaço na pele, rouquidão, função mental prejudicada, pele seca e escamosa, cabelos esparsos e grossos, intolerância ao frio e ganho de peso.

Se as gestantes apresentarem deficiência de iodo, o risco de aborto espontâneo e morte fetal aumenta. O feto pode crescer lentamente, e o cérebro pode se desenvolver de forma anormal.

COMO O IODO AFECTA A TIRÓIDE E O PESO CORPORAL?

A deficiência de iodo causa muitos problemas em indivíduos que têm problemas com a tiróide.

Existem muitas funções da tiróide que podem ser comprometidas pelo baixo consumo de iodo.

A escassez de iodo pode causar alterações na glândula da tiróide, que levam a um metabolismo deficiente e a outros problemas relacionados com o peso corporal.

O iodo pode ser encontrado em altas concentrações no tecido mamário e ovários, actuando como um tampão para o estrogénio.

Dessa forma, pode afectar os receptores hormonais em todo o corpo se não se consumir iodo suficiente. Geralmente, não é recomendável tomar iodo se não for necessário aumentar os níveis devido ao escasso consumo através da dieta ou qualquer outra situação.

Muitas dietas da moda e afirmam que o consumo adicional de iodo pode ajudar a aumentar a perda de peso, mas por outro lado pode levar a mais fadiga e mais problemas com a tiróide.

Existem alguns efeitos colaterais ao tomar iodo, dos quais devemos estar cientes.

O consumo adicional de iodo em pessoas com uma alimentação que preencha os requisitos normais do mineral pode por si mesma causar problemas no funcionamento da tiróide, tais como cansaço excessivo e dificuldade na perca de gordura.

ALIMENTOS RICOS EM IODO

Há diversos alimentos ricos em iodo que nos podem ajudar a atingir os níveis diários óptimos para um correcto funcionamento da tiróide.

Entre os alimentos ricos em iodo que podemos utilizar na dieta destacamos:

  • Algas marinhas
  • Bacalhau
  • Produtos lácteos
  • Sal iodado
  • Camarões
  • Atum
  • Ovos

VITAMINAS E SUPLEMENTOS PARA DEFICIIENCIA DE IODO

A Biotech USA formulou alguns produtos direccionados para o controle do peso corporal que incluem iodo exactamente para ajudar no funcionamento correto da tiróide. De entre esses produtos recomendamos:

O QUE TOMAR NUMA DIETA BAIXA EM IODO?

No que diz respeito à tiróide, nem todas as pessoas podem tomar suplementos com iodo pois pode ser prejudicial para a saúde dos mesmos. Então essas pessoas podem utilizar outros suplementos que ajudem a tiróide a funcionar em níveis normais.

Para quem não pode consumir iodo, pode sempre socorrer-se dos seguintes suplementos:

  • Complexo B, ajuda a regular a função da tiróide
  • Zinco, ajuda a converter a hormona t4 em T3, o que é essencial para o funcionamento da tiróide
  • Vitamina D3, ajuda a aumentar o nível da TSH, uma hormona responsável pelo estímulo da tiróide e que ajuda a evitar ou prevenir o hipotiroidismo

Como vimos, a deficiência no consumo de iodo pode levar a problemas de tiróide, nomeadamente hipotiroidismo, o que irá dificultar imenso o teu esforço de ficar em forma pois impede a perca eficaz de gordura e tem um efeito detrimental na construção de massa muscular. Comidas como algas, camarões, atum ou ovos e suplementos como Vitamina B, Zinco e Vitamina D3 podem ajudar a estimular e melhorar o funcionamento da tiróide.