lmsuplementosestetica@gmail.com
962 876 711 / 926 669 319

Titulo

conteudo
07
Jul

OS 6 Benefícios mais importantes dos batidos proteicos

Todos falam sobre a importância dos batidos proteicos, mas será que se sabe realmente o porquê e quais os benefícios da proteina em pó? 

Os atletas de desportos de força ou resistência, necessitam de ingerir proteína na quantidade e qualidade certas, uma vez que isso é um fator básico para a recuperação e progresso. Sem uma boa recuperação, não conseguimos dar o nosso melhor ou ficamos esgotados quando estamos a fazer exercício, o que por sua vez, enfraquece o nosso sistema imunológico e com isso podem surgir doenças ou outros problemas de saúde. Hoje em dia não é fácil encontrar o batido proteico certo, porque existem imensos produtos no mercado e cada um recomenda o seu. Há que tomar também em consideração que necessitamos de fontes proteicas diferentes, consoante as fases do treino e a hora do dia em que treinamos. Este artigo irá falar sobre a importância de ingerir proteína, quais os tipos de proteína que existem e as suas diferenças, como escolher a melhor, e quando tomar para obter o máximo efeito.

O que acontece quando não se ingere proteína?

Qual é o problema de não se ingerir proteína suficiente? Sem os componentes essenciais, os músculos do corpo humano não aumentam e o corpo não consegue superar bem o stress que o treino impõe, o que significa que não conseguimos recuperar bem. Isso por sua vez pode trazer vários efeitos adversos à nossa saúde tal como o enfraquecimento do sistema imunológico, inflamações, fadiga crónica, distúrbios no sono, etc. Para além disso, não são apenas os músculos que necessitam de proteína: os órgãos do corpo, os tecidos conjuntivos, certas partes do sistema imunológico ou nervoso e praticamente todo o corpo necessita de aminoácidos.

Os benefícios dos batidos proteicos

Quais são os benefícios dos batidos proteicos?

1, Estes ajudam a aumentar o músculo: os batidos proteicos contêm todos os aminoácidos, que são elementos essenciais para aumentar o músculo. Os aminoácidos ajudam na recuperação porque produzem as fibras musculares que se danificam com o treino, o que significa que os músculos começam mais rapidamente a restaurar-se para o próximo exercício, e consegue aumentar de volume, apesar do stress sofrido. Deve-se tomar proteína com alimentos sólidos depois do treino ou a certas horas importantes do dia, tais como ao acordar ou antes de deitar – nessas alturas pode-se tomar um batido proteico para se ter uma absorção mais rápida e eficaz e de boa qualidade. Para mais informação sobre tomar proteína à noite, consulta o nosso artigo Porque tomar

Proteína à Noite.

2, Ajudam a emagrecer: Quando tomamos um batido proteico como suplemento para uma dieta de baixas calorias, evitamos perder massa muscular e conseguimos emagrecer de modo saudável, especialmente no caso de pessoas com excesso de peso. No entanto, há que notar que não se começa a emagrecer simplesmente por tomar batidos proteicos. Quando fazemos dieta, é essencial manter a massa muscular, uma vez que também ajuda a manter o metabolismo a funcionar bem. Os tecidos musculares necessitam de muita energia, o que significa que quanto maior for a massa muscular, mais calorias gastamos durante o dia. Além disso, o nosso corpo fica tonificado e enxuto com bons músculos, e assim com o exercício físico correto, ficaremos mais magros e com um corpinho jeitoso. Quem desejar aprender mais dicas sobre as melhores fontes proteicas, leia o nosso artigo

Porque devemos ingerir mais proteína quando fazemos dieta?

3, Reforçam o sistema imunológico: A glutamina tem um papel essencial entre todos os aminoácidos, uma vez que mantém o sistema imunológico saudável. Os músculos do corpo humano são compostos por 60% de glutamina, por isso esta é particularmente importante para aumentar o músculo. É essencial ter um sistema imunológico saudável quando treinamos para que possamos combater os radicais livres, inflamações e vírus, a fim de evitar apanhar qualquer doença, uma vez que isso faria com que ficássemos mais fracos, e depois teríamos de interromper os nossos treinos durante algum tempo. Por outro lado, mesmo que um sistema imunológico enfraquecido consiga combater certos problemas, ainda assim corremos o risco de com o tempo ficar mais fracos e sofrer de outros problemas de saúde.

4, Baixam a tensão arterial: Vários estudos já demonstraram que uma ingestão diária de 30 g de proteína de soro do leite durante 6-8 semanas, reduz a tensão arterial nas pessoas que sofrem de hipertensão. O mesmo efeito não acontece quando se ingere quantidades menores de proteína, no entanto o mesmo foi provado pelos estudos em bebidas com adição de proteína. Assim sendo, o aumento de ingestão de proteína não só reduziu o risco de hipertensão, como também de outras doenças do foro circulatório. Esse tipo de doenças causam a maior parte das mortes a nível mundial, sendo a maior parte delas resultado da hipertensão.

5, Redução do efeito de colesterol: Vários estudos realizados em pessoas obesas, mostraram que quando consumiram proteína de soro do leite durante 12 semanas, conseguiram reduzir o nível de gordura e insulina no sangue. Foi também comprovado que os níveis de colesterol e do colesterol LDL (mau colesterol) também baixaram significativamente. Durante o período de 12 semanas do estudo, comparou-se os efeitos da proteína do soro do leite com os efeitos da caseína, e os resultados foram diferentes. O nível elevado de colesterol é bastante comum e é uma causa frequente da oclusão vascular, quando se deposita nos vasos sanguíneos. Essa é uma situação bastante grave, que leva ao entupimento das artérias principais do coração e pode provocar um ataque cardíaco.

 

6, Redução de apetite: a ingestão proteica diminui o apetite, uma vez que o corpo gasta mais energia a digerir a proteína, e sentimo-nos mais cheios. Ficou também comprovado em vários estudos que quando se adicionou um batido proteico à dieta dos participantes, a ingestão calórica diminuiu, em comparação com o grupo de placebo e ao grupo que aumentou a ingestão de hidratos de carbono. Este estudo também apresentou resultados significativos com relação à ingestão de caseína. O estômago leva mais tempo a digerir proteína, o que significa que também liberta a hormona que nos indica quando estamos cheios. A ingestão de proteína também diminui os níveis de glicemia.

 

Será que é perigoso ingerir proteína a mais?

Não existem estudos que comprovem que o excesso de proteína produz efeitos adversos nas pessoas saudáveis, no entanto, o oposto acontece quando se tem problemas de rins, uma vez que a ingestão excessiva dos batidos proteicos pode piorar esse problema. A recomendação diária de proteína é de 3 g /kg de peso corporal. Esta ingestão deve ser dividida entre alimentos sólidos e 2 ou 3 batidos. A maior parte dos problemas do excesso de consumo de proteína acontecem porque bebemos batidos a mais, em vez comer alimentos sólidos. O nosso sistema digestivo fica com stress excessivo quando se toma proteína na sua forma líquida e de rápida absorção, o que poderá causar inchaço e diarreia.  Quando se ingere proteína a mais, especialmente da fonte errada, pode causar certos problemas como acne ou outros, para quem tem pretensão a isso. O melhor é seguir a recomendação e ver como o nosso corpo reage, a fim de prevenir certos problemas de saúde. O melhor é procurar conselho de um médico, quando se sofre de qualquer problema de saúde que restrinja a ingestão de proteína.

Que tipo de proteína se deve tomar e quando

O ideal é fazer um batido proteico com água. Cada pacote tem a indicação da quantidade ideal para o melhor sabor, mas esta pode ser alterada, adicionando mais ou menos líquido, consoante o gosto. Para obter uma consistência mais homogénea, aconselha-se usar uma misturadora. O batido pode ser combinado com fruta, queijo fresco ou outro ingrediente, caso se deseje. O nível de absorção diminui quando se mistura a proteína em pó com leite, o que aumenta também as calorias. Isto pode ser bom para aumentar a massa muscular, mas numa fase de definição de músculos ou de dieta, é melhor usar água.

Não se deve beber mais do que 2 a 3 batidos por dia e aconselha-se a beber um logo após o treino. Quem optar por beber só um, então deve beber logo nessa altura. A outra boa altura é de manhã, quando o corpo necessita de mais proteína ao acordar, após o longo período de jejum, uma vez que necessita de nutrientes após esse período de descanso. Para evitar perder músculo durante o sono, podes optar por tomar uma proteína de absorção lenta em substituição de ou a seguir ao jantar.

Proteínas whey (soro do leite): este tipo de batidos é de absorção mais rápida e recomenda-se tomar logo após o treino, tal como o Iso Whey Zero 100% Pure Whey. Ao deitar, recomendamos o Casein Zero por causa da sua absorção lenta.

Quando treinamos muito e nos sentimos extremamente cansados ou ficamos facilmente doentes, deve ser porque não estamos a ingerir proteína suficiente. Ao escolher um suplemento de proteína devemos tomar em consideração se sofremos de qualquer alergia ou intolerância alimentar.

Para quem tem intolerância à lactose, existe a alternativa dos isolados e hidrolisados de soro do leite, assim como a proteína de carne bovina ou derivada de vegetais. Quem tem alergias ao leite ou à proteína do leite, a melhor solução é escolher uma proteína de carne bovina ou de vegetais. Para os vegetarianos, recomenda-se proteína derivada de vegetais.

Proteínas da BioTechUSA

Cada proteína da BioTechUSA é segura e apropriada para cada idade ou género. Os atletas adolescentes podem beber um batido proteico por dia, e os adultos 2 ou 3. Os batidos também são bons para pessoas mais idosas, uma vez que ajudam a manter bons músculos, tecidos conjuntivos e órgãos, assim como uma boa massa muscular.

Para quem está a fazer dieta e quem procura uma proteína de absorção rápida, de alta qualidade, recomenda-se o Iso Whey Zero, que é um soro do leite isolado. Este é um produto também bom para quem tem intolerância à lactose. Cada dose contém 93 calorias, das quais 21 g são proteína. O produto não tem adição de açúcar, o que é ótimo para quem está numa fase de dieta de pré-competição. Este produto está disponível em vários sabores e tamanhos, desde uma dose única a pacotes de 2,280 g.

O Casein Zero também é bom para quem pratica uma dieta de baixas calorias. Recomenda-se tomar à noite, uma vez que tem uma absorção lenta e este produto necessita de mais líquido para se dissolver, uma vez que tem uma consistência tipo pudim, em comparação com a proteína do soro do leite. Tal como o Iso Whey Zero, o Casein Zero não possui lactose, glúten e açúcar e está disponível em vários sabores e tamanhos.

A proteína de carne bovina é uma fórmula de proteína hidrolisada peptídeo, obtida da carne bovina, com uma base de aminoácidos especial. A proteína de carne bovina digere-se mais facilmente do que a carne bovina magra, tipo bife, e tem uma boa absorção e um ótimo valor biológico, uma vez que é uma proteína animal. Embora o produto tenha um baixo teor de gordura (0,6 g/dose), contém também óleo de coco, que é uma excelente fonte de MCT (triglicerídeos de cadeia média). O Beef Protein é uma excelente fonte de proteína para qualquer pessoa, em especial para quem procura uma proteína não derivada do leite, uma vez que mantém os ossos saudáveis e a massa muscular, contribui para aumentar o músculo, assim como para o aumento da massa muscular. É também ideal para uma dieta paleo, assim como para quem tem uma dieta sem laticínios.

 

Quem pratica desporto, ou está a fazer dieta, ou tem uma vida bastante agitada e necessita dos nutrientes certos, deve tomar batidos proteicos, uma vez que são uma excelente opção a incorporar na dieta. Assim poderemos aumentar a massa muscular, não perder músculo quando fazemos dieta, reforçar o sistema imunológico e reduzir os níveis de colesterol e de tensão arterial. Este tipo de produtos está disponível em vários sabores, só temos que escolher o melhor para o nosso caso. Isto é especialmente importante para os atletas que necessitam de ingerir proteína para uma melhor recuperação e progresso.